Panchakarma dia 3

Dia 3 – Terceiro dia! Diário de Panchakarma de Raquel Calloni

Posted on Posted in Ayurveda, Conteúdo, Diário do Panchakarma de Raquel Calloni, Nutrição, Nutrição Ayurvédica, Panchakarma

Terceiro dia!

Olha, vou ser bem sincera… o mal estar continua..
A cabeça parece que pesa 180kg, dor latejante do lado direito, dor que causou episódios de vômito.

Eu me pergunto…será tudo isso efeito da abstinência da cafeína? Jesus Cristo!!!

As vezes , neste processo, recomendávamos que os pacientes tomassem pequenas doses de café para se sentirem melhor , ou então o uso de medicamentos.

Eu opto por resistir!! Nem medicamento , nem café. Quero limpar meu corpo, livrar-me das toxinas . E isso fez com que eu me desse por conta muitas coisas.

Neste momento , se eu tivesse uma xícara de café na minha frente, não sentiria vontade alguma de tomar. Ou seja, quantas vezes me intoxico por hábito ingerindo alimentos ou substâncias que não são necessárias? Isso vale para sentimentos, comportamentos, para tudo…afe!!!

Óbvio que com isso não estou dizendo que nunca mais irei tomar café, mas estou refletindo sobre os condicionamentos, sobre fazer as coisas no “modo automático”.

Saldo geral: Super positivo!! mesmo apesar da dor , do mau estar, há um sentimento enorme de gratidão por estar me dando por conta de tudo isto!

Como não posso deixar de fazer uma piadinha… esse é o meu jeito … a imagem escolhida para hoje , não poderia ser outra.. hahahha — com Graziela Spadari Perozzo.

Raquel Calloni – Nutricionista Ayurvédica

One thought on “Dia 3 – Terceiro dia! Diário de Panchakarma de Raquel Calloni

  1. Bom Dia gente!
    Pois é, somos humanos, e é nessas horas que a nossa humanidade aparece.
    É muito comum, nesses primeiros dias de desintoxicação, que aconteçam alguns episódios de abstinência. E não falo somente das abstinências físicas, mas emocionais também.
    A Raquel vinha apresentando alguns episódios esporádicos de enxaqueca. Geralmente, enxaqueca denota um estado generalizado de Ama(biotoxina) espalhado pelo corpo.
    Quando começamos a cutucar esse monstro com vara curta, ele tende a acordar louco da vida.
    E é o que estamos fazendo.
    Nesse momento, estamos promovendo a capacidade digestiva, melhorando a condição do Agni, e mexendo no que “estava quieto”.
    Algumas pessoas me perguntam, se não era hora de aplicar uma massagem, sauna, ou algo que pudesse apaziguar esse estado.
    A resposta me relação à massagem, é um NÃO bem grande.
    Primeiro que no Ayurveda, não fazemos “massagem” e sim procedimentos terapêuticos com um fim específico.
    Segundo e mais importante que qualquer conceito, o Ayurveda tem regras inquebráveis para a aplicação desses procedimentos.
    A principal delas é: nunca, e eu disse nunca, aplique óleo em um corpo cujo sistema digestivo esteja lotado de toxina. Os produtos que utilizamos nos procedimentos ayurvédicos são alimentos. Isso mesmo. Alimentos!
    Agora imagine você, saindo de uma feijoada e alguém lhe oferecendo uma lasanha. Como fica a digestão?
    Péssima não é?
    O corpo da Raquel agora está lotado, de Ama(de amor também vai!), e se fizermos uma Abhyanga(a massagem mais comum do Ayurveda), usaremos óleo. O óleo será absorvido pelo seu maior órgão de absorção, a pele, e causará uma espécie de “indigestão”.
    O conceito de Ama diz, que tudo aquilo que fica mal digerido em nosso corpo, transforma-se em biotoxina(Ama).
    Compreende a relação?
    Ama no corpo, massagem longe. Simples assim.
    Existem outras regras específicas e muito claras, que tema ver com Agni. Agni é o nosso “Fogo Digestivo”, nossa usina metabólica.
    Se ele não estiver legal, também não tem digestão e metabolismo, e o que vem? Ama!
    O nosso corpo é um reflexo da natureza. Qual é o Agni da natureza? O sol! Portanto, se não houver sol no céu, a maioria dos procedimentos ayurvédicos são desaconselhados, principalmente aqueles que utilizam muito óleo. Dias nublados, período da noite, muita chuva e umidade.
    Se houver febre, também não se faz nada, mulheres menstruadas não podem receber procedimentos, e assim por diante.
    Porque estou explicando essas coisas?
    Nosso objetivo aqui com esses posts diários, é mostrar a você que o Ayurveda não é massagem. Ayurveda de SPA não existe. Ayurveda é um sistema de medicina tradicional, antigo e eficaz.
    A Raquel ficará bem. Provavelmente amanhã já comece a melhorar dessa abstinência, pois muito ainda há por vir.
    Acompanhe a gente por aqui.

    Graziela Spadari Perozzo
    Terapeuta Ayurvédica
    Espaço Anam Ċara – Um lugar amigo da alma

Deixe uma resposta